sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Quem é Isaac Hayes?

Isaac Lee Hayes, Jr. (Covington, 20 de agosto de 1942 — Memphis, 10 de agosto de 2008) foi um cantor e compositor americano. Foi uma das principais forças criativas da gravadora Stax Records, servindo como compositor e produtor ao lado do parceiro David Porter durante a metade dos anos 60. Hayes & Porter foram nomeados ao Hall of Fame em 2005 em reconhecimento por seu sucesso em composições para Sam & Dave, Carla Thomas e outros no final dos anos 60. O sucesso "Soul Man" de Sam & Dave foi reconhecida como uma das melhores ou mais importantes canções dos últimos 50 anos pelo Grammy Hall of Fame, The Rock and Roll Hall of Fame, a revista Rolling Stone, e RIAA.



No final dos anos 60, Hayes começou a gravar, e gravou álbuns de soul com grande sucesso como Hot Buttered Soul (1969) e Black Moses (1971) como principal artista da Stax. Além de seu trabalho na música popular, Hayes foi compositor de trilhas sonoras para cinema. Seu trabalho mais conhecido, para o filme blaxploitation de 1971 Shaft, rendeu a Hayes um Óscar por "Melhor Canção Original" (o primeiro prêmio recebido por um afro-americano em uma categoria que não fosse para atuação) e dois Grammy Awards. Recebeu um terceiro Grammy pelo álbum Black Moses.

Em 1992, em reconhecimento ao seu trabalho humanitário, foi coroado como rei honorário do distrito de Ada em Gana. Hayes também atuou no cinema e televisão; de 1997 até 2006, foi a voz do personagem "Chef" para a série da Comedy Central South Park. Retirou-se do programa em razão do episódio que ironizava a seita cientologia, da qual era adepto. Em resposta, os criadores de South Park colocaram no ar durante a décima temporada a morte de Chef, ocorrida após uma lavagem cerebral, em referência à cientologia. Também teve uma música composta por ele na trilha sonora do filme Kill Bill: a canção instrumental "Run Fay Run", presente originalmente na trilha-sonora de Tough Guys.


Share This
Próximo Post
Próximo Post

South Park é uma sitcom americana criada por Trey Parker e Matt Stone para o canal Comedy Central. Destinado ao público adulto, o programa tornou-se alvo de debates por suas críticas através de humor negro, cruel, surreal e satírico que abrange uma série de assuntos.